DÍZIMO

Era a contribuição obrigatória, entregue ao santuário para sustentar os sacerdotes e levitas (Nm 18,21-32), os pobres, os órfãos e as viúvas (cf. Dt 14,22-29; Tb 1,7s e notas). A contribuição referia-se à décima parte dos cereais, do vinho e do azeite. Os fariseus pagavam, porém, o dízimo até dos produtos mais insignificantes, como as hortaliças (Mt 23,23).

Ver “Esmola“.

Livros recomendados

Visite a livraria

image

Catena Aurea – Vol. 2 – Evangelho de São Marcos

image

Do Comunismo

image

O Comunista Exposto

image

A Grande Mentira – Lula e o Patrimonialismo Petista