NOIVO

No AT o noivo, ou seu pai, tinha que pagar o preço da noiva (mohar em hebraico) ao pai da noiva ou ao seu substituto (Gn 34,12; Ex 22,15s; 1Sm 18,25). Este preço podia constar de uma prestação de serviços (Gn 29; 1Sm 17,25; 2Sm 3,14) ou ser pago com animais (Gn 30,25-41). A partir deste momento o noivo tornava-se de direito o “senhor” (baal) da noiva.

Ver “Esposo“, “Matrimônio“.

Livros recomendados

Visite a livraria

image

Sete Mentiras Sobre a Igreja Católica

image

Meias Verdades, Velhas Mentiras. – Estratégia comunista de embuste e desinformação

image

Suma Contra os Gentios

image

Politização da Bíblia – As raízes do Método Histórico-Crítico e a secularização da Escritura (1300-1700)