RESTO

O termo, usado sobretudo pelos profetas, designa os sobreviventes de grandes catástrofes, como o dilúvio (Gn 7,1s) e o exílio (Is 6,13).

“Resto Santo”não é, porém, o resto histórico, mas a comunidade a ser salva no fim dos tempos (Is 4,4; 10,22; Jr 23,3; Mq 5,6-8).

“Resto fiel”é a parte do povo que permaneceu fiel em vários momentos da história (1Rs 19,18; Is 10,18-22; 17,4-6; Am 3,12; 9,8-10; Dt 4,27; Mq 4,7; 5,2; Zc 8,6-13; Rm 11,3-5). O “resto fiel”é símbolo do “novo Israel”, formado de judeus e pagãos (Rm 9,27). O Messias reunirá um “resto”, um “pequeno rebanho” (Jr 23,3-6; Mq 2,12s; 5,1-8; Zc 3,8; 6,12; Lc 12,32), que será fermento na massa (Lc 13,20s), como uma semente no seio da terra (Lc 13,18s), como luz e sal do mundo (Mt 5,13-16).

Livros recomendados

Visite a livraria

image

O livro negro do Comunismo

image

A Inquisição – Um Tribunal de Misericórdia

image

Catecismo anticomunista

image

Mentiram (e muito) para mim